Amigurumi e Crochê

 

Amigurumi: Os bonequinhos de crochê do Japão

Silvia KawanamArte e Criatividade

 

Como surgiu o fenômeno Amigurumi no Japão?

O Japão é conhecido por suas técnicas de tecelagem milenares, como o Kasuri e o Shibori, muito utilizada na indústria têxtil. Já o crochê e o tricô são técnicas trazidas do Ocidente e eram usadas pelos samurais para confeccionar meias com dedos que lhe permitiam uma maior liberdade de movimentos. Já a criação de bonecos de crochê, conhecidos hoje como Amigurumi surgiu nos anos 80 com o desenvolvimento dos gráficos e com o advento da cultura kawaii.

Nessa época, o mercado passou a se focar em jovens do sexo feminino e as prateleiras das lojas foram inundadas com produtos fofos e meigos tais como a gatinha Hello Kitty, além de outros personagens. Com a forte demanda por coisas kawaii, as revistas de grande audiência feminina passaram a publicar receitas passo-a-passo de como criar amigurumis e em 10 de janeiro de 2002 foi criada a primeira Associação Japonesa de Amigurumi.

 

O que significa a palavra Amigurumi?

Amigurumi (あみぐるみ) provavelmente nasceu da junção das palavras “Ami” (編み), que tem vários significados, entre eles, “tricô” ou “malha” e “Nuigurumi” (ぬいぐるみ) significa “bichos de pelúcia”. Ou seja, Amigurumi significa ao pé da letra “bichos de pelúcia de tricô”.

Apesar de Amimo (編み物) significar tricô ou malha, o Amigurumi pode ser feito com técnicas de tricô ou de crochê. Além da linha de crochê ou novelo de lã, outros materiais são usados como algodão para compor o recheio. Os olhinhos podem ser botões, aqueles de plástico que imitam olhos de verdade ou fazer com a própria linha mesmo.

A cabeça, o tronco e os membros geralmente possuem formas esféricas ou cilíndricas. Em alguns casos, arames são usados nas articulações para manter o boneco em posições específicas. O amigurumi pode adquirir diversas formas, mas costuma-se enfatizar a cabeça e os olhos, que geralmente são maiores em relação ao resto do corpo.

Os amigurumis tem tamanhos variados, que dependem da espessura da linha ou lã utilizados; agulha e o padrão a ser seguido. Apesar da variedade de técnicas que pode ser usada, a prevalecente é o uso de ponto baixo aliado ao anel mágico que evita o furo junto ao centro da esfera, além de reduções invisíveis conhecidas como invisible decrease para manter a consistência do ponto impedindo que o recheio vaze.

Onde encontrar o passo a passo de um Amigurumi?

No Japão há muitos livros e revistas com o passo-a-passo disponíveis em japonês. Com a popularização da cultura japonesa ao redor do mundo, o amigurumi também ficou conhecido em outros países, incluindo o Brasil, sendo possível encontrarmos muitos livros de Amigurumi em lojas físicas e onlines como a Livraria Cultura. Com uma rápida busca no google, também encontramos diversos tutoriais gratuitos.

O legal do Amigurumi é que cada um é único por ser feito à mão. Por este motivo, não encontramos dois amigurumis totalmente iguais. Mas é fácil fazer um? Bom, pra fazer é necessário ter algum conhecimento de tricô ou crochê, mas qualquer pessoa pode aprender a técnica. E criar coisas fofas pode ser a grande motivação para começar agora mesmo.

Na internet podemos encontrar muitas inspirações para a criação de Amigurumis. Tem vontade de aprender a fazer esses bonequinhos tão fofos de tricô e crochê? Venha conhecer e aprender. Você vai se apaixonar...... como eu!

 

Extraido do site Japão em foco.

Horário das Aulas

 

Segunda-feira às 16h

Quinta-feira às 16h

 

Investimento

 

R$15,00 hora/aula

 

Não pode pagar neste momento?

Nossa missão é fazer com que mais pessoas sejam transformadas através da arte, então se você quer participar e neste momento não tem essa verba para investir, cadastre-se no formulário da página  inicial e aguarde nosso contato.